Horário eleitoral "gratuito" em 2020 custará R$ 530 milhões

Notícias Nacionais

POR NICOLE BEK - POP FM CURITIBA


A propaganda eleitoral em rádio e televisão custará 538 milhões aos contribuintes brasileiros nas eleições municipais de 2020. O valor é referente ao Imposto de Renda abatido das emissoras.

Para fazer o cálculo da isenção é realizada uma estimativa do que cada emissora receberia de receita publicitária no espaço reservado à propaganda eleitoral, com base no faturamento que a empresa teve no horário nos meses anteriores.

Segundo o presidente da Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e TV (Abert), Flávio Lara Resende a renuncia do Imposto de Renda é uma compensação. “É uma compensação fiscal sobre um valor já com desconto”, alega.

Ainda segundo Flávio Lara as emissoras tem outros tipos de prejuízos com a Propaganda Eleitoral, como a audiência. “O programa eleitoral entra no horário nobre e a audiência despenca. O telespectador vai para outras plataformas, o que causa uma perda não só no período da propaganda política, mas também no restante da programação” afirma.

Compartilhe